Cultura Rasta

Hoje em dia fala-se muito nos rastafaris, mas a maior parte não conhece a sua história, apenas conhecem o Bob Marley (Robert Nesta Marley) e o reggae.

O movimento rastafari, que teve uma grande expansão nos anos 70 e 80,  teve origem na Jamaica em 1930, após o declínio do político Marcus Gravey (Activista norte-americano e organizador do primeiro movimento nacionalista de negros nos Estados Unidos. Começou a sua acção na Jamaica, fundando a Universal Negro Improvement Association. No entanto, esta acção não teve sucesso e em 1916 mudou-se para os EUA, estabelecendo a sede da organização em Nova Iorque. Porém, chegou a ser condenado por fraude e deportado. Ele defendia o regresso a África de todos os africanos.

Mas foi com a sua morte e com o espalhar da lenda de que tinha profetizado o regresso dos africanos a África, qunado um rei negro foi coroado e que esteve involuntariamente na origem do movimento rastafari.

Em 1930, Ras Tafari foi coroado rei da Etiópia, assumindo o titulo oficial de Haile Selassie. Alguns jamaicanos lembraram-se da profecia e adoptaram o rei etíope como o seu Deus e o seu Messias que faria com que o regresso a África fosse possivel.

O movimento de Marcus Gravey foi, após a sua morte, seguido por muitos jamaicanos que adoptaram as cores da bandeira da Etiópia e deixaram crescer o seu cabelo em dreadlocks (rastas). Muitos deles consumiam a Ganja, uma espécie de Cannabis Sativa , ao qual atribuíam propriedades medicinais e consideravam uma “porta” para o contacto com o divino Jah. Os Rastafaris tinham rituais de adoração a Jah (Jah Rastafari, Deus dos Rastafaris) e muitos retiraram-se para o interior da ilha onde criaram as suas próprias comunidades, enquanto que outros, se juntavam junto aos portos aguardando a oportunidade de regressar a África.

Posteriormente, o movimento Rastafari passou a representar uma força cultural importante na Jamaica e a sua música de protesto, o reggae, foi hasteada como a sua bandeira. Resultado de uma fusão  de estilos músicais, nomeadamente o R&B americano e, com o seu nome isnpirado na palavra “raggamuffin”, que significa pessoa esfarrapada, o reggae tornou-se popular por todo o mundo. Especialmente através do músico Bob Marley (1945-1980), que passou a ser o símbolo do movimento rasta. Este movimento contribuiu para a identidade, sentimento de pertença e auto-estima da comunidade negra e expandiu-se à Europa, EUA e Oceania.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s